Especial: Um Breve Resumo sobre a História do Windows

Você vai conferir em Poucas linhas um resumo da história deste maravilhoso Sistema Operacional que é o Windows

Windows é um sistema operacional da Microsoft criado por Bill Gattes e Paul Allen para computadores 32 e 64 bits, no entanto desde sua primeira versão o Windows 1.0 ele não foi bem recebido, e também não fez muito sucesso como seus sucessores, pois utilizava como base o MS-DOS e não tinha um ambiente gráfico com janelas na sua segunda versão o Windows 2.0 era um pouco melhor com uma pequena diferença de apresentar mais recursos e uma maior paleta de cores Na sua terceira versão o Windows 3.0 foi considerado o primeiro sucesso amplo da Microsoft. O Windows NT (New Technology em português Nova Tecnologia) surgiu para dar mais segurança e comodidade aos utilizadores de empresa.

O Windows 95 oficialmente 4.0 e era um Windows completamente novo e que de nada lembrava o Windows 3.xx o salto do Windows 3.0 ao Windows 95 era muito grande e ocorreu uma mudança radical na forma de apresentação da interface Introduziu o Menu Iniciar e a Barra de Tarefas. Nesta versão, o MS-DOS perdeu parte da sua importância visto que o Windows já consegue activar-se sem precisar da dependência prévia do MS-DOS.

Depois do sucesso do Windows 95 foi lançado o Windows 98 uma versão melhorada do Windows 95 embora ele fosse melhor e tivesse mais funções (Integração USB, Restauração do sistema via MS-DOS Scanreg.exe/restore entre outros) ele também era mais pesado e instável. Depois do Windows 98 é lançado o Windows Netuno que era uma versão para computadores 32 bits sendo projetada como uma versão home edition.

Algum tempo depois é lançado o Windows 2000 (cerca de um ano dois depois do Windows 98) essa versão do Windows sofreu problemas de aceitação no mercado devido a falhas de segurança. Algum tempo depois é lançado o Windows ME essa foi a ultima tentativa de disponibilizar um sistema baseado no Windows 95. Logo após esse período o Windows XP é lançado e nesta versão o que mais mudou foi em relação à interface gráfica e inicialização. Certo tempo depois o Windows Server 2003 é lançado como sucessor do Windows XP que é voltado para ambientes corporativos.

O Windows Vista é o mais novo S.O da Microsoft e que tem seis versões;

As seis edições diferentes do Windows Vista foram projetadas para se ajustar ao modo como você pretende usar seu PC. Ele tem uma interface intitulada Aero,com recursos de transparência,que não existe na Versão Starter e um sistema de alternância 3D de janelas chamado Flip 3D (somente disponível apartir da versão Vista Home Premium), que é ativado pelo atalho Logotipo do Windows + Tab. Mas não foram somente inovações gráficas, pois esta versão do Windows possui inovou ao incluir o Windows Media Center como um "centro" de entreterimento digital em todas as suas versões apartir do Vista Home Basic. Também trouxe diversas ferramentas integradas para segurança, como o Windows Defender e o Windows Firewall (presente apartir do Windows XP Service Pack 2). Além disso, veio preparado para o mundo da alta definição.

O Windows Server 2008 Windows Server 2008 Standard Edition Essa versão, que substitui o Windows Server 2003, foi projetada para fornecer serviços e recursos para outros sistemas em uma rede. O sistema operacional tem um abundante conjunto de recursos e opções de configuração. O Windows Server 2008 Standard Edition dá suporte a 2-way e 4-way SMP (multiprocessamento simétrico) e a até 4 gigabytes de memória em sistemas de 32 bits e 32 GB em sistemas de 64 bits. Windows Server Enterprise Edition A Enterprise Edition estende os recursos fornecidos no Windows Server 2008 Standard Edition para proporcionar maior escabilidade e disponibilidade e dar suporte a serviços adicionais, como o Cluster e Serviço de Federação do Active Directory. Também dá suporte a sistemas de 64 bits, memória RAM hot-swap e non-uniform memory access (NUMA).

Os servidores enterprise podem ter até 32 GB de RAM em sistemas x86 e dois terabytes (TB) de RAM em sistemas de 64 bits e 8 CPUs. Windows Server 2008 Datacenter Edition É o servidor Windows mais robusto. Ele aperfeiçoou os recursos de cluster e dá suporte a configurações de memória muito amplas com até 64 GB de RAM em sistemas x86 e dois TB RAM em sistemas de 64 bits. Tem requisito mínimo de CPU e pode dar suporte a até 64 CPUs.

Windows Web Server 2008 É a Web Edition do Windows Server 2008.

Já que foi projetada para fornecer serviços Web para a implantação de sites e aplicativos baseados na Web, essa versão do servidor só dá suporte a recursos relacionados. Especialmente, ela inclui o Microsoft.NET Frameworks, o Microsoft Internet Information Services (IIS), o ASP.NET, o servidor de aplicativos e recursos de balanceamento de carga de rede. No entanto, não possui vários outros recursos, incluindo o Active Directory, e você terá que instalar o server core obter alguma funcionalidade padrão. O Windows Web Server 2008 dá suporte a até 2 GB de RAM e 2 CPUs.

O Windows Seven (Sete) é o mais novo sistema operacional da Microsoft que se encontra atualmente em desenvolvimento e tem lançamento previsto para 22 de outubro de 2009 nessa nova versão ele possui muitos recursos que não estiveram presentes no Windows Vista. Com novos Recursos Interface Mais Intuitiva e agradável, Melhoras na Segurança sem falar que este inicia mais rápido que o Windows Vista e na mesma velocidade do XP os desenvolvedores da Microsoft já anunciaram que pretendem fazer inicialização ainda mais rápida (cerca de 90 segundos) afinal o Se7en é o irmão gêmeo do XP. Em Termo de praticidade confiabilidade e que não tem problemas de compatibilidade como o Windows Vista incompatível com a maioria dos programas o Windows Se7en deve suprir todas as necessidades que o vista não conseguiu ser rápido instável seguro e confiável para muitos dos Usuários de Windows de Todo o Mundo. Referente ao Fracasso do Windows Vista ao Windows XP.

Percebem-se também inovações na interface, utilizando ícones maiores na barra de tarefas (taskbar), quase como se fossem miniaturas, semelhante ao Mac OS (dockstation), embora a barra de tarefas semelhante à do Windows 7 já existiu no Windows 3.0 (sendo que assim o dock existiu somente 15 anos após seu lançamento no Windows 3.0), facilitando a utilização. Percebe-se também que esta barra está mais transparente do que no Vista. Nesta versão, inova-se com o Windows Aero Shake, sendo uma "ferramenta" para minimizar todas as janelas ou maximizá-las, clicando na parte superior da janela (parte transparente) e chacoalhando-a para os lados rapidamente, minimizando ou maximizando, deixando a janela atual em evidência. A maximização da janela para tela cheia também ganhou inovação, bastando clicar na barra superior da janela e arrastá-la para o topo ou qualquer lateral da tela para maximizá-la totalmente.

Uma das Novidades anunciadas pela Microsoft para o Windows Se7en é o XP Mode que é um conversor que roda aplicativos do XP no Se7en isso é modo de tentar fazer os usuários do XP migrarem para o Se7en, mas essa novidade não esta disponível para todos os usuários, pois necessita de um processador de ultima tecnologia que só passou a ser fabricado a partir de 2006 sem falar que ainda é muito caro e a maioria dos usuários não tem condições de comprar um processador de ponta, mas tirando isso o Windows Se7en promete muita coisa agora vamos ver se ele vai cumprir o que promete ou será que isso é só enrolação da Microsoft? ? ?

Vamos esperar Pra ver!

Windows Azure

O Windows Azure será uma plataforma especial para execução de aplicativos da Web, baseada nos conceitos da computação em nuvem. Será um serviço totalmente hospedado e controlado pela Microsoft, o que difere das versões do Windows lançadas até hoje. Qualquer desenvolvedor cadastrado poderá enviar seus aplicativos para o Azure e rodá-los diretamente através do serviço, que confere escalabilidade e economia de licenciamento. Diferente do que vem sendo especulado, o Windows Azure não será um produto voltado para o usuário doméstico, e a princípio será alugado em vez de vendido.

Foi apresentado para os desenvolvedores e para o público no dia 27 de outubro de 2008 durante a Conferência de Desenvolvedores Profissionais da Microsoft, ocorrida em Los Angeles e segundo estimativas da Microsoft, pode ser lançado comercialmente em 2010 com preço acessível.

O Windows Azure é um sistema operacional lançado pela Microsoft para seu modelo de cloud computing. Portanto, o Windows Azure não é vendido para ambientes desktops, mobile ou servidores corporativos.

Podemos definir cloud computing ou computação em nuvem como uma combinação de grid computing com software como serviço (SAAS - Software as a Service). Do grid computing temos o poder de computação e alta escalabilidade oferecida para as aplicações, através de milhares de máquinas (hardware) disponíveis em datacenters de última geração. Do software como serviço temos a capacidade de contratar um serviço e pagar somente pelo uso. Essa característica de provisionamento dinâmico é muito interessante, permitindo a redução de custos operacionais, com uma configuração de infraestrutura realmente mais aderente às necessidades do nosso negócio.

Um elemento chave do modelo de cloud computing é a virtualização. Basicamente, quando contratamos mais ou menos poder de computação de uma de cloud estamos trabalhando com instâncias de máquinas virtuais, que irão suportar a execução de nossas aplicações na nuvem. Assim, teremos máquinas virtuais para computação de processos, para interfaces web, para armazenamento de imagens, para dados, etc.

O Windows Azure coordena a malha de hardware disponíveis em datacenters Microsoft, provisionando máquinas virtuais para a oferta de serviços online de alta escalabilidade e aplicações com provisionamento dinâmico. Essa malha é baseada em containeres, onde milhares de máquinas estão disponíveis para a infraestrutura Azure.

Além dos recursos de computação, armazenamento e administração oferecidos pelo Windows Azure, a plataforma também disponibiliza uma série de serviços para a construção de aplicações distribuídas, além da total integração com a solução on-premise (local) baseada em plataforma. NET. Esses os principais serviços da plataforma Windows Azure encontramos o SQL Azure Database (um banco de dados relacional na nuvem), o Azure Appfabric Platform (um barramento de serviços e controle de acesso na nuvem) além de uma API de gerenciamento e monitoração para aplicações colocadas na nuvem.

Podemos usar uma infraestrutura de nuvem conforme a necessidade, sempre que pensamos em alta escalabilidade via internet e redução de custos operacionais (com um ambiente onde pago apenas pelo uso). Porém, que aplicação vou colocar na nuvem?

Assim, cenários de carga “On/Off”, carga com “Crescimento Rápido”, carga com volume “Imprevisível” ou mesmo picos “Sazonais” de carga durante a operação do sistema são exemplos de demandas que são aderentes ao Windows Azure, devido sua capacidade de configuração dinâmica e elástica.

O Windows Azure entrou em produção em 1 de Janeiro e sua fase comercial está no ar desde 1 de Fevereiro. Na primeira onda de lançamentos, 21 países foram atendidos. O Brasil tem lançamento previsto para o segundo trimestre de 2010, juntamente com outros 40 países pelo mundo. É possível que até o fechamento desta edição do Mundo. NET o Windows Azure já esteja comercial no Brasil.

Até meados de março, os seguintes datacenters estavam disponíveis para deployment de solução sobre o Windows Azure: • Europa: West Europa e North Europa • Ásia Pacífico: East Ásia e Southeast Asia • North America: do Sul e Central US e North Central US

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir